HISTÓRICO

No ano de 2005, um grupo de cidadãos dracenenses, liderados pelo jogador profissional de futebol Edu Dracena, decidiu se organizar em prol dos menos favorecidos de Dracena e região. Após várias conversações e análises do tipo de serviço que poderia ser prestado, chegou-se à conclusão de que o ideal seria investir no jovem e adolescente carente, facilitando seu ingresso ao ensino profissionalizante. Por ser a nossa a segunda região mais pobre do Estado de São Paulo e pela falta de alternativas de empregos e de ensino, existe hoje um bolsão de jovens excluídos pela carência de condições financeiras para frequentarem escolas técnicas profissionalizantes. Isso faz com que jovens da região busquem os grandes centros à procura de empregos, totalmente despreparados, e acabem tornando-se vítimas da marginalidade.

À frente da iniciativa estava o jogador de futebol Edu Dracena, que sempre teve como ideal oferecer algo a favor da cidade onde nasceu, e por cujo nome é reconhecido internacionalmente. O jogador, seu pai e seu irmão, também jogador profissional de futebol, aceitaram de imediato trabalhar pela causa, oferecendo a imagem e o nome de Edu Dracena para divulgar a associação.

Finalmente, em 16 de agosto de 2005, foi oficializada a fundação da ASSOCIAÇÃO PROEDUC DE INCLUSÃO SOCIAL NA EDUCAÇÃO, com a finalidade de arrecadar meios para a geração de bolsas de estudo para alunos carentes da Fundação Dracenense de Educação e Cultura, instituição de ensino filantrópica.